26 de junho de 2009

25/JUNHO 2009, O MUNDO PERDEU O POP

Perdemos ontem, o maior ícone da música Pop de todos os tempos, Michael Jackson!

Estranho mas estava justamente num evento de música, pois uma amiga havia me convidado a assistir o pocket-show da Bruna Caran, cantora de 21 anos, com 12 de carreira e que esta arrasando com sua linda voz na MPB.
O showzinho pronto pra começar dentro da Fnac Paulista e, de repente uma menina ao lado recebe um telefonema e conta pra outra pessoa que o Michael Jackson tinha acabado de morrer, eu arregalei o olho e olhei pra minha amiga incrédula, e assim aconteceu com quem teve a chance de escutar tal comentário.
Daqui a 5 minutos minha amiga recebe um torpedo do namorado também falando que o Michael J. tinha falecido. Mal ela guardou o celular, o meu recebe uma mensagem da minha sogra contando que o astro tinha “ido embora".... Fiquei pasma, mas ainda desconfiada de que algo estava errado.
Na hora de ir embora, na Av. Paulista eu pude ouvir mais umas quatro pessoas falando:
"para, é mentira né", "fala sério", "não brinca", "deve ser boato".

De fato, a notícia estava se espalhando pelo mundo, mas as pessoas se recusavam a acreditar e eu também não queria, mas não tinha jeito, o "mundo" iniciava seu LUTO pela partida do REI DO POP.
Pelo que eu andava lendo, Michael Jackson estava feliz e ansioso para seu retorno aos palcos, que seria em Los Angeles, no começinho de Julho. Ele estava treinando os novos passos para o espetáculo e faria uma turnê de 50 shows, com ingressos totalmente esgotados.
Eu pensei que conseguiria ao menos assistir a alguma das suas apresentações pela TV, DVD, sei lá, de alguma forma eu estava ansiosa pra isso pois, não tinha dúvidas de que seriam d+ e como sempre, dariam o que falar afinal, a vida de Michael sempre foi rodeada por polêmicas, falaram que ele era pedófilo, que tinha feito tratamento para clarear a pele, criticaram sua maneira de cuidar dos filhos, suas dívidas milionárias, e um milhão de outros boatos e histórias que a mídia fez questão de aumentar para atingir seu propósito maior: vender, vender e vender.


Eu particularmente adorava e sempre admirei muito seu trabalho, aprendí a gostar mais ainda por namorar um fanático por Michael, do tipo que tem materiais bem antigos, desde o começo do Jackson Five.

Está sendo difícil ver a carinha dele a cada vez que liga a TV ou conecta a internet. . .
Mas além de tudo isso, sempre achei que Michael foi o artista mais completo em todos os sentidos, penso que nunca aparecerá ninguém que se iguale a ele.
Michael Jackson foi um fenômeno, um gênio, uma lenda e sempre e sempre será o único Rei do Pop!
Hoje estou triste e perdi a conta de quantas vezes ouvi a minha música favorita dele, "You are not alone".

Espero que futuramente meus filhos, netos, e gerações possam conhecer um pouco do que foi o Michael J. para a música e para cada uma das pessoas, que como eu, sentiram o impacto inenarrável que esse ícone causou no mundo.

You Are not alone (King of Pop) para Ale Costa

Postar um comentário