11 de abril de 2013

Sintomas de uma grávida


Ao descobrir que eu estava grávida, estranhamente e de uma hora para outra, todos os sintomas vieram, foi automático.



Alimentação e alguns sintomas
O primeiro sintoma (chatíssimo) foi o enjôo, enjoei muiiiito, até o 5º mês praticamente, algumas coisas foram excluídas da minha dieta: feijão, cebola, e chocolates me faziam muito mal. Só de imaginar algo doce na minha boca eu tinha ânsia.
Meu obstetra me indicou um remédio chamado Vonau, este foi o salvador dos meus dias mais tensos, sempre tinha na bolsa e graças a ele consegui trabalhar sem grandes constrangimentos.
Entre o 2º e 4º mês eu emagreci 3 quilos, e de acordo com o meu obstetra essa perda de peso no início da gestação não era preocupante, era normal em função das alterações hormonais e também dos hábitos alimentares que foram totalmente modificados.

Senti também a famosa dorzinha no osso do cóccix (3º e 4º mês), dores nas costas (a partir do 6º mês), azia (7º ao 9º mês) e claro a sensibilidade a tudo, de um modo geral a gravidez faz uma festa hormonal em nosso corpo, então era muito comum eu chorar ou me emocionar sem grandes motivos, e como leoninos nem gostam de drama, eu chorei mesmo, e não foi pouco não!

Peso
Eu engordei 12 kilos na minha gestação.
Até o 7º mês o saldo era de 1 kg por mês, no 8º e 9º eu ganhei o restante, pois nessa época o bebê ganha peso de verdade então a cada semana você se sente mais “pesada”.
No 9º mês eu senti uma fome animal, eu disse ANIMAL, e todos os doces que não comi durante todos os meses anteriores me faziam falta naquele momento, virei uma formiguinha, tive medo de fazer o exame que detecta o diabetes gestacional, pois eu sabia que estava abusando (todos os dias queria chocolate), mas os resultados foram dentro do esperado e graças ao bom Deus e ao Santo das formiguinhas, eu estava bem.
* Para quem quiser saber o peso ideal a ser ganho na gestação, primeiro calcule seu IMC neste site http://www.calculoimc.com.br/ e depois faça o comparativo com a tabela abaixo.



Desejos
Não tive nenhum.
Poxa, que injusto, até hoje me arrependo de não ter acordado o maridex na madrugada pedindo um suco de cajá natural de Fortaleza, ou ir á Natal comer caju no pé daquele cajueiro gigante, ou até mesmo acordar e falar que meu desejo era de ter um anel de diamantes (como fui boba), meninas não deixem isso passar em branco, todas as grávidas devem ter um desejo, se não tiverem inventem, e claro, não deixem o marido acessar este blog jamais :)


Roupas
Eu abusei dos vestidos e saias.
Do 4º mês em diante entrar em qualquer calça se tornou desconfortável (e impossível), até as leggins me incomodavam, então a alternativa foram as saias longas (que eu adorei), até tentei usar as calças jeans para grávidas que vem com aquela faixa de lycra na cintura, mas fui uma grávida super calorenta e não me senti a vontade.
Usei bastante aquela calça bailarina que vai até o peito, essa eu adorei e pretendo usar sempre, em questão de conforto e leveza é demais.
Tudo certo e lindo com as saias e vestidinhos, mas confesso que no 9º mês eu não agüentava mais de saudades dos meus jeans, talvez por isso não tenha tido nenhum DESEJO na gravidez, eu não queria comer nada, só queria entrar nos meus jeans de novo, rs.
Esta foto é do início (3º mês).
Saudades de sentir meu Nickolas no forninho!




Bem, não vou me alongar, o post já está muito grande, continuamos no próximo.
Beijos da mamãe fênix.

Postar um comentário